ARTIGOS

Você está em - Home - Artigos - Disseminar Foliculite Recorrente e Hidradenite Supurativa São Condições Associadas: Resultados de um Estudo Retrospectivo de 131 Pacientes com Síndrome de Down e uma Coorte de 12.351 Controles Pediátricos

Disseminar Foliculite Recorrente e Hidradenite Supurativa São Condições Associadas: Resultados de um Estudo Retrospectivo de 131 Pacientes com Síndrome de Down e uma Coorte de 12.351 Controles Pediátricos



A hidradenite supurativa (HS) é uma doença cutânea crônica, inflamatória e recorrente da unidade pilossebácea caracterizada por manifestações protéicas. Vários estudos descobriram um aumento da incidência e apresentação precoce desta doença em pacientes portadores de trissomia 21. Pacientes com síndrome de Down (SD) têm um risco maior de desenvolver uma ampla gama de manifestações cutâneas, incluindo HS e foliculite crônica. Recentemente, a disseminação da foliculite recorrente (DRF) tem sido relatada como uma característica monossintomática atípica da HS no seu início.

OBJETIVO:
Para avaliar a prevalência de HS e DRF, comparando uma coorte de pacientes portadores de trissomia 21 vs controles pediátricos.

MÉTODOS:
Um estudo clínico monocêntrico retrospectivo de 2 anos foi realizado através da coleta de dados clínicos de 131 pacientes com SD, com idade entre 4 e 36 anos, acompanhados na Unidade de Dermatologia e no Centro Regional de Síndrome de Down da Universidade de Bolonha. Os dados foram comparados com aqueles provenientes de 12.351 controles pediátricos.

RESULTADOS:
Nos pacientes com SD, DRF e HS apresentaram prevalência de, respectivamente, 6,8% e 24,4%, enquanto 5,3% dos pacientes apresentavam ambas as doenças. No grupo controle, a prevalência para HS + e DRF + foi de 0,5% e 1,2%, respectivamente, com 0,14% de casos de sobreposição. A associação entre SH e DRF mostrou-se estatisticamente significante em ambos os grupos (P <0,05). Na coorte SD a idade média de início dos sintomas foi de 15,67 (DP: 2,29) anos para HS e 13,11 (DP: 4,93) anos para DRF. As nádegas foram as áreas corporais mais freqüentemente afetadas por DRF, seguidas pela área inguinocrural, enquanto nas nádegas do HS foram menos freqüentemente envolvidas que as virilhas e coxas.

CONCLUSÕES
Devido ao início tardio do HS, os pacientes com DRF em idade precoce devem ser monitorados quanto ao possível início de HS nas áreas apócrinas.

Fonte: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/31384491

VEJA TAMBÉM:



Texto Original



Hidradenitis suppurativa (HS) is a chronic, inflammatory, recurrent skin disease of the pilosebaceous unit characterized by protean manifestations. Several studies have found an increased incidence and earlier presentation of this disease in patients carrying trisomy 21. Patients with Down syndrome (DS) have a higher risk of developing a wide range of cutaneous manifestations, including HS and chronic folliculitis. Recently, disseminate recurrent folliculitis (DRF) has been reported as an atypical monosymptomatic feature of HS at its onset.
OBJECTIVE:To assess the prevalence of HS and DRF by comparing a cohort of patients carrying trisomy 21 vs pediatric controls.
METHODS:A retrospective 2-year monocentric clinical study was performed by collecting clinical data of 131 patients with DS, aged 4-36 years, followed at the Dermatology Unit and Down Syndrome Regional Center of Bologna University. Data were matched with those coming from 12,351 pediatric controls.
RESULTS:In DS patients, DRF and HS showed a prevalence of, respectively, 6.8% and 24.4%, while 5.3% of patients presented both diseases. In the control group the prevalence for HS+ and DRF+ was 0.5% and 1.2%, respectively, with a 0.14% of overlap cases. The association between HS and DRF proved to be statistically significant in both groups (P < 0.05). In the DS cohort the mean age of symptoms onset was 15.67 (SD: 2.29) years for HS and 13.11 (SD: 4.93) years for DRF. Buttocks were the most frequently affected body area for DRF followed by the inguinocrural area, while in HS buttocks were less frequently involved than groins and upper thighs.
CONCLUSIONS:Because of the later onset of HS, patients with DRF at an early age should be monitored for the possible onset of HS in the apocrine-bearing areas.


VEJA TAMBÉM: